sábado, 27 de abril de 2013

Muito gostoso!


DOCINHO DE LEITE EM PÓ

INGREDIENTES:
2 xícaras de açúcar refinado
2 xícaras de leite integral em pó
50 ml de leite de coco
Açúcar refinado e cravos-da-índia para enfeitar

MODO DE PREPARO:
Misture bem o açúcar com o leite em pó
Aos poucos, acrescente o leite de coco e amasse até a massa atingir o ponto de ser enrolada
Forme bolinhas, passe-as no açúcar e enfeite com o cravo-da-índia

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Boa dica!








Cascas de cebola têm utilidade!

Não jogue fora as cascas da cebola!!!

A casca da cebola, em forma de chá, é excelente contra infecção urinária. E também é muito eficiente contra cólica menstrual.

Para fazer o chá, ferva 1 litro de água e junte as cascas de uma cebola grande, depois de lavadas deixe ferver durante dez minutos. Coe e beba ainda quente.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Bolo de Coca-cola.



Ingredientes

4 ovos
2 copos de açúcar
1 copo de coca cola
2 copos de farinha de trigo
1 col. sopa fermento em pó royal
1 lata de leite condensado
1 lata de leite de vaca (medida do leite moça)
1 vidro pequeno de leite de coco
1 pacote de 50g de coco ralado.

Massa:

Bater bem as gemas com açúcar, ir acrescentando a coca-cola, e o trigo, misturando bem. Bater tudo na batedeira até ficar uniforme. Acrescentar as claras em neve e o fermento. Levar ao forno.

Cobertura:

Bater no liquidificador o leite condensado, leite de coco, o leite de vaca e o coco ralado. Colocar no bolo assim que tirar do forno.
Por cima ainda jogo mais coco ralado.




domingo, 21 de abril de 2013

Olha só esses looks!!!!

Oi meninas,boa noite!

Vejam só que lindos esses looks!!!!

Tudo de bom,não é mesmo?

Bjos!!!!!



Dica para facilitar a limpeza de azulejos, pisos e rejuntes.




Faça uma mistura de:
½ xícara (chá) de vinagre branco;
1/4 de xícara (chá) de bicarbonato de sódio;
½ xícara de amônia em um litro de água.

Misture em um borrifador e veja se agora o seu piso e azulejos não vão brilhar!

Atenção:
1. Ao fazer a mistura, utilize luvas de borracha e não respire diretamente sobre o produto. O ideal é usar máscaras protetoras.

2. A amônia é um produto químico forte, por isso tenha cuidado ao manuseá-lo e ao guardá-lo: deixe-o longe do alcance de crianças e animais domésticos e do calor intenso.

3. Enxágue bem depois de aplicar qualquer produto de limpeza, senão o produto continua agindo e pode danificar o local.

4. E lembre-se: para manter seus azulejos limpos, sem precisar de uma nova faxina do tipo “pesada”, é preciso criar o hábito de limpá-los semanalmente, junto com a limpeza geral do banheiro.

5. Quanto mais tempo demorar para retirar a gordura e a umidade acumuladas, mais difícil fica o seu trabalho.

Fonte:



sábado, 20 de abril de 2013

Amor Online.


Amor, quando você não vem.. Meu coração não se contém. Chora de tristeza, Por estar nesta solidão intensa Procuro por você na rede... De um site a outro De uma janela a outra Cadê você? É hora... a hora marcada E nada! Você não vem? Minha respiração para. Pensar que você não vem... O que será que tem? É o servidor novamente? Conexão falha... igualmente... As luzes lá fora vão se ascendendo... Meu coração batendo... O luar chega devagar... Sentindo que pode vagar... Tranqüilo e sedutor.. Faz-me lembrar suas palavras de amor. Os primeiro raios começam a se arriscar, Por sobre meus cabelos através da janela, a brilhar... É ele... chegou! Com um cumprimento de amor, Trás todo o seu ardor. De desejos incontidos, Antes reprimidos. Agora num chat declarado. Nosso amor vai ficar grudado. Denso, como às vezes penso. Amor, to morrendo... De vontade de você!Rosy Beltrão


Falando de amor!


Artur da Távola


A Afinidade é um dos poucos sentimentos que resistem ao tempo e ao depois. A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos. É o mais independente também. Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos, as distâncias, as impossibilidades. Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no exato ponto em que foi. Ter afinidade é muito raro. Mas, quando existe não precisa de códigos verbais para se manifestar. Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois que as pessoas deixaram de estar juntas. Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que impressionam, comovem ou mobilizam. É ficar conversando sem trocar palavras. É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento. Afinidade é sentir com, Não é sentir contra, nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo. Quanta gente ama loucamente, mas sente contra o ser amado. Quantos amam e sentem para o ser amado, não para eles próprios. Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo. É olhar e perceber. É mais calar do que falar,ou, quando é falar, jamais explicar: apenas afirmar.. Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças. É conversar no silêncio, tanto nas possibilidades exercidas quanto das impossibilidades. Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou sem lamentar o tempo de separação. Porque tempo e separação nunca existiram. Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida. para que a maturação comum pudesse se dar. E para que cada pessoa pudesse e possa ser,cada vez mais a expressão do outro sob a forma ampliada do eu individual aprimorado.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Prêmio Medalha de Ouro!



Olá meninas e meninos,boa noite!

Venho através desta postagem fazer uma homenagem à Siglea Mallet,administradora do grupo Blogueiras Unidas.
Siglea é gaúcha de Porto Alegre.
Mulher forte,inteligente,sensível e muito solidária.
Antes de conhecê-la meus blogs tinham pouquíssimos seguidoras,mas a partir do momento em que me inscrevi nas Blogueiras Unidas,meus blogs decolaram e cresceram bastante.
Agradeço à Siglea por ter me acolhido em seu grupo com tanto carinho!
Então,ofereço a esta mulher maravilhosa o prêmio MEDALHA DE OURO!


Esta foi uma ideia da nossa amiga Maria de Fátima Amorim,á qual aderi prontamente.
Parabéns Siglea Mallet,vc merece este prêmio e muitos outros!
Nós,as Blogueiras Unidas te amamos!
Bjos!



Para refletir!










quinta-feira, 18 de abril de 2013

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Dia do índio!

Blogagem coletiva Blogueiras Unidas.





História do Dia do Índio
Comemoramos todos os anos, no dia 19 de Abril, o Dia do Índio. Esta data comemorativa foi criada em 1943 pelo presidente Getúlio Vargas, através do decreto lei número 5.540. Mas porque foi escolhido o 19 de abril?
Origem da data 
Para entendermos a data, devemos voltar para 1940. Neste ano, foi realizado no México, o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Além de contar com a participação de diversas autoridades governamentais dos países da América, vários líderes indígenas deste contimente foram convidados para participarem das reuniões e decisões. Porém, os índios não compareceram nos primeiros dias do evento, pois estavam preocupados e temerosos. Este comportamento era compreensível, pois os índios há séculos estavam sendo perseguidos, agredidos e dizimados pelos “homens brancos”.
No entanto, após algumas reuniões e reflexões, diversos líderes indígenas resolveram participar, após entenderem a importância daquele momento histórico. Esta participação ocorreu no dia 19 de abril, que depois foi escolhido, no continente americano, como o Dia do Índio.


Comemorações e importância da data

Neste dia do ano ocorrem vários eventos dedicados à valorização da cultura indígena. Nas escolas, os alunos costumam fazer pesquisas sobre a cultura indígena, os museus fazem exposições e os minicípios organizam festas comemorativas. Deve ser também um dia de reflexão sobre a importância da preservação dos povos indígenas, da manutenção de suas terras e respeito às suas manifestações culturais. 
Devemos lembrar também, que os índios já habitavam nosso país quando os portugueses aqui chegaram em 1500. Desde esta data, o que vimos foi o desrespeito e a diminuição das populações indígenas. Este processo ainda ocorre, pois com a mineração e a exploração dos recursos naturais, muitos povos indígenas estão perdendo suas terras.



http://www.suapesquisa.com/datascomemorativas/dia_do_indio.htm

Homenagem a Monteiro Lobato e a turma do sítio.

Blogagem coletiva Blogueiras Unidas.

Biografia






Nasceu em Taubaté, São Paulo, no dia 18 de abril de 1882. Em homenagem ao seu nascimento, neste dia comemora-se o Dia Nacional do Livro Infantil.
Era filho de José Bento Marcondes Lobato e Olímpia Augusto Lobato. Seu nome verdadeiro era José Renato Monteiro Lobato, mas em 1893 o autor preferiu adotar o nome do pai por desejar usar uma bengala do pai que continha no punho as iniciais JBML.
Juca, apelido que Lobato recebeu na infância, brincava em companhia de suas irmãs com legumes e sabugos de milho que eram transformados em bonecos e animais, conforme costume da época. Uma forte influência de sua própria experiência reside na criação do personagem Visconde de Sabugosa.
Ainda na infância, Juca descobriu seu gosto pelos livros na vasta biblioteca de seu avô. Os seus prediletos tratavam de viagens e aventuras. Ele leu tudo que lá existia, mas desde esta época incomodava a ele o fato de não existir uma literatura infantil tipicamente brasileira.
Um fato interessante aconteceu ao então jovem Juca, no ano de 1895: ele foi reprovado em uma prova oral de Português. O ano seguinte foi de total estudo, mergulhado nos livros. Notável é o interesse de Lobato escritor no que diz respeito à Língua Portuguesa, presente em alguns de seus títulos. É na adolescência que começa a escrever para jornaizinhos escolares e descobre seu gosto pelo desenho.
Aos 16 anos perde o pai e aos 17 a mãe. A partir de então, sua tutela fica a encargo do avô materno, o Visconde de Tremembé. Formou-se em Direito pela faculdade de seu estado, por vontade do avô, porque preferia ter cursado a Escola de Belas-Artes. Esse gosto pelas artes resultou em várias caricaturas e desenhos que ele enviava para jornais e revistas.
Em 1907, 3 anos após sua formatura, exerceu a promotoria em Areias, cidadezinha do interior. Retirou-se depois para uma fazenda em Buquira que herdou do avô, falecido em 1911. Este município, onde surgiu um Lobato fazendeiro, recebeu seu nome em sua homenagem.
Casou-se com Maria Pureza da Natividade, em 28 de março de 1908. Do casamento vieram os quatro filhos: Edgar, Guilherme, Marta e Rute.
Em 1918 lançou Urupês, e o êxito fulminante desse livro de contos colocou-o numa posição de vanguarda. Neste mesmo ano, vendeu a fazenda e transferiu-se para São Paulo, onde inaugurou a primeira editora nacional: Monteiro Lobato & Cia. Até então, os livros que circulavam no Brasil eram publicados em Portugal. Por isso, as iniciativas de Lobato deram à indústria brasileira do livro um impulso decisivo para sua expansão.
Em 1926, foi nomeado adido comercial da embaixada brasileira nos Estados Unidos, de onde trouxe um notável livro de impressões: América. Usou, assim, suas principais armas em prol do nacionalismo no tocante à exploração de ferro e petróleo no Brasil: os ideais e os livros.
Preocupado com o desenvolvimento econômico do país, chegou a fundar diversas companhias para a exploração do petróleo nacional.. O fracasso dessa iniciativa deu-lhe assunto para um artigo: O Escândalo do Petróleo. Já sob o Estado Novo, sua persistência em abordar esse tema como patriota autêntico valeu-lhe três meses de prisão.
No público infantil, Lobato escritor reencontra as esperanças no Brasil. Escrever para crianças era sua alegria, por isso adorava receber as cartinhas que seu pequenino público escrevia constantemente. Achava que o futuro deveria ser mudado através da criançada, para quem dava um tratamento especial, sem ser infantilizado. O resultado foi sensacional, conseguindo transportar até hoje muitas crianças e adultos para o maravilhoso mundo do Sítio do Picapau Amarelo.
Faleceu em São Paulo, no dia 4 de julho de 1948, aos 66 anos de idade, por causa de um derrame.
obra lobatiana é composta por 30 volumes. Tem um lugar indisputável na literatura brasileira como o Andersen brasileiro, autor dos primeiros livros brasileiros para crianças, e também como revelador de Jeca Tatu, o homem do interior brasileiro.
Apesar de ter sido, em muitos pontos, o precursor do Modernismo, a ele nunca aderiu. Ficou conhecida a sua querela com modernistas por causa do artigo "A propósito da exposição Malfatti". Ali critica a mostra de pintura moderna da artista, que caracterizava de não nacional.

Personagens do Sítio





Monteiro Lobato desenvolveu 6 personagens fixos: NarizinhoPedrinhoDona BentaTia NastáciaVisconde e Emília. Junto com esses personagens aparecem envolvidos nas aventuras os personagens ocasionais. Todos eles são fundamentais e importantes para a criação desse universo infantil, sem haver diferenciação de importância para a narrativa.
A autonomia dos personagens de Lobato é uma de suas marcas principais. Eles propõem os problemas e tarefas e eles próprios impõem as realizações e os objetivos a serem alcançados, ficando nos limites do possível de cada um. Os heróis buscam ser, realizar seus desejos e não o ter comprometido com o consumismo. O que se opõe aos heróis, o grande vilão do homem, não é um personagem e sim o desconhecido e o desafio de desvendá-lo.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Flores!Amo de paixão!!!

Pra alegrar minha página,flores,lindas flores de todos os tipos,cores e tamanhos...