segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

5 chás para dizer adeus à barriga inchada.



Barriga inchada é um desconforto muito comum. Quantas vezes já reclamamos ou ouvimos alguma amiga dizer que está com a barriga inchada como um “balão”? Isso é frequente, não é mesmo?
O Lar Natural traz 5 chás para dizer adeus à barriga inchada e ainda algumas dicasde como evitar o problema!
Barriga inchada – causas
Normalmente, sentimos a barriga inchada logo após as refeições (má digestão); em períodos de estresse e nervosismo o problema pode piorar.
Algumas causas estão relacionadas com:
Alimentação rica em carboidrato, gordura e açúcar, pobre em frutas e verduras (fibras), e comer excessivamente, pode favorecer o acúmulo de gases.
Comer muito rápido, mastigando mal os alimentos.
Falar muito enquanto está comendo.
Refrigerantes e bebidas com açúcar e gás.
Mascar chicletes.
Prisão de ventre, intestino irritável ou outros distúrbios digestivos também contribuem para o problema.

E então, vamos aos chás?
5 chás “bye bye barriga inchada”
Carqueja (Baccharis trimera) – 2 colheres de chá em 150ml de água fervente. Tomar 1 xícara de 2 a 3x ao dia.
Canela (Cinnamomum verum) – Ferva por alguns minutos de 1 a 4 colheres de café de casca de canela em 150ml de água. Tomar de 2 a 6x ao dia.
Cavalinha (Equisetum  arvense) – 2 colher de sopa em 150ml de água fervente. Tomar de 2 a 4x ao dia.
Hortelã pimenta (Mentha piperita) – 3 colheres de café em 150ml de água fervente. Tomar de 2 a 4x ao dia.
Alcachofra (Cynara scolymus) – 1 colher de sobremesa em 150ml de água fervente. Tomar 3x ao dia.
Outros chás contra a barriga inchada
Outros chás que também trazem alívio são: chá de erva doce, gengibre, manjericão, angélica, chá verde, melissa e erva cidreira. Com tantas opções, dá para variar nos sabores e diversificar nos benefícios, que vão além da barriga inchada. Aproveite!
Chás – cautela e prevenção!
Não é porque é chá que se pode abusar das quantidades. Em excesso, pode fazer mal à saúde. Diante de gravidez ou qualquer problema de saúde, fale com seu médico antes do consumo de chás e fitoterápicos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário