terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Projeto 1 livro por mês.# 2

Olá,boa noite!
Tudo bem com vcs?Dando continuidade ao Projeto 1 livro por mês,da Sol Oliveira,posto hoje o livro número 2.


Clique aqui para saber um pouco mais sobre o projeto.


Título: O cortiço.
Autor: Aluísio Azevedo.



Resenha: SDO
A história do Clássico se passa no século 19, onde o Brasil ainda passava por um período de escravidão, sofrimento e incertezas sobre o futuro. João Romão, nosso principal personagem acaba de adquirir  uma venda e “toca” o comércio com sua amante, que nas gírias da época seria o mesmo que esposa nos dias atuais, chamada Bertoleza. Uma escrava fugitiva do seu real dono por direito.
Neste momento a história vive diversos curtos acontecimentos que antecedem um colapso  de crises na vila onde os personagens vivem.
Com o passar do tempo, Miranda, um famoso comerciante do Rio de Janeiro muda-se para um casarão que fica ao lado do Cortiço de João Romão. O cortiço de João vai crescendo cada vez mais e com o passar do tempo as brigas se tornam mais constantes. Não bastasse isso, João e seu vizinho rico Miranda, trocam farpas e ameaças pelo interesse dos dois em um pequeno lote que fica entre suas casas.
João sempre dando o máximo pelo seu empreendimento vai crescendo e conquistando cada vez mais a clientela, com isso começa a acumular uma boa fortuna, participando de encontros da alta sociedade carioca do Séc 19 e ir a festas regadas a nudez e prostituição, comuns para a época. Ao contrário de sua amante Bertoleza, que está cada vez mais desanimada e insatisfeita com o marido, pois como ela diz segue trabalhando “Sem feriado, nem dia santo”.


Os moradores do Cortiço de João sempre viveram em situações precárias e miseráveis, mas contornam muito bem a situação com muita alegria e festividades, na maioria das noitadas há muita musica e bailão no Cortiço. Pois bem, é numa destas festas que Jerônimo, um operário que trabalhava em uma pedreira próxima e também morava no cortiço vê Rita Baiana, uma moça muito bonita e atraente dançar e assim começa a se apaixonar por ela.

O detalhe é que Rita tem um namorado, e ele é nada mais nada menos que Firmo, um capoeirista barra pesada que  também vive no cortiço. Firmo logo percebe o clima entre os dois e decide partir pra cima de Jerônimo, para disputarem o amor pela mulher. Nisso acontecem várias brigas, incêndios e motins no Cortiço, João então começa a se cansar dessa pobreza e decide estudar, e ser um homem da alta sociedade do Rio de Janeiro, para deixar seu vizinho Miranda com inveja.
Por conta disso ele toma decisões ousadas que mudarão a vida dele para sempre, reforma o cortiço totalmente, o coloca para venda, mas o mais chocante de todos: Precisa achar uma forma de se livrar de quem já foi seu grande amor, Bertoleza. Pois sua estratégia é se casar com nada mais nada menos que a filha do vizinho tão odiado, Miranda. Com isso Miranda parte atrás de encontrar o verdadeiro dono de Bertoleza, para devolve-la ao seu verdadeiro dono e se livrar da mesma.

Dias depois, em uma manhã chuvosa, policiais chegam ao cortiço e trazem consigo o verdadeiro dono da escrava para busca-la. Bertoleza é pega de surpresa e vendo a situação e a traição imposta por seu “Amante” após ter ajudado a se tornar o que era ela fica extremante  nervosa e arruinada, com a cabeça quente  não pensa em outra forma de surpreender a todos, decide acabar com sua própria vida.

A historia de amor e cumplicidade dos dois termina trágica. Bertoleza dá um passo pra trás entre os policiais e atravessa totalmente uma faca em seu estomago, caindo já sem vida ao chão. Vendo isto, João se sente arrependido e muito triste, ao ponto de se fechar sozinho no armazém, mas o arrependimento dura pouco, momentos depois um amigo da alta sociedade chega ao cortiço em uma carruagem para lhe entregar o diploma de mais novo membro de uma sociedade abolicionista.



Meu ponto de vista:

Como vcs já devem ter notado eu adoro ler um bom clássico da nossa literatura!
Nesse projeto lerei best sellers e também lerei clássicos,com certeza.
Este livro maravilhoso nos fala de como era a vida do povo brasileiro e dos imigrantes italianos,portugueses... no Rio de Janeiro do século 19.
Um povo que vivia uma vida miserável  em cortiços e trabalhava duro,em troca de uma ninharia que não dava nem pra sobreviver direito.Um povo que vivia humilhado e sem direitos.
Ainda era época da escravidão,mas os movimentos abolicionistas estavam em alta.
E apesar dessa vida tão sofrida,ainda havia muita alegria de viver,eles estavam sempre rindo e comemorando,ainda hoje nosso povo é assim!
Eu não acho que mudou muita coisa,pois na atualidade nosso povo sofre,ganha misérias,vive oprimido,e sofre ameaças de perder os direitos conquistados.Já não se vivem em cortiços,pois eles deram lugar às favelas.
Muitos personagens da trama me marcaram,porém os mais marcantes foram a Bertoleza,uma pobre escrava que trabalha sem descanso numa quitanda pra poder comprar sua carta de alforria,mas que acaba sendo ludibriada pelo João Romão,um homem mesquinho,que se apodera do pouco que a escrava juntou e usa em benefício próprio.João Romão é capaz dos atos mais vis em nome de sua ambição!
Jerônimo,Piedade e Rita Baiana também são personagens fortes e marcantes!
Eu gostei muito de ler esse livro e recomendo.


Se você gostou do meu post não vá embora sem deixar seu comentário,ok?
Beijos!

Um comentário:

  1. Olá!
    Bom dia Ana!
    Como foi de Carnaval?
    O meu foi de leitura, kkkk e com a família!
    Eu já li esse livro, faz um bom tempo...ele é ótimo e concordo com vc...muitas coisas infelizmente continua do mesmo jeito!

    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir