quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Poemas de Clarice Lispector!



Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar.
Clarice Lispector



Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras. 
Sou irritável e firo facilmente. 
Também sou muito calmo e perdôo logo. 
Não esqueço nunca. 
Mas há poucas coisas de que eu me lembre.
Clarice Lispector



...Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.
Clarice Lispector



Sou o que quero ser, porque possuo apenas uma vida e nela só tenho uma chance de fazer o que quero.
Tenho felicidade o bastante para fazê-la doce dificuldades para fazê-la forte,
Tristeza para fazê-la humana e esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas,
elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.
Clarice Lispector



"Leia o texto abaixo e depois leia de baixo para cima"

Não te amo mais.
Estarei mentindo dizendo que
Ainda te quero como sempre quis.
Tenho certeza que
Nada foi em vão.
Sinto dentro de mim que
Você não significa nada.
Não poderia dizer jamais que
Alimento um grande amor.
Sinto cada vez mais que
Já te esqueci!
E jamais usarei a frase
EU TE AMO!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais...
Clarice Lispector





3 comentários:

  1. Oi Ana.
    Lindos poemas! Bela escolha.
    Bom feriadão!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá estou vendo que você também é fã do artesanato, parabéns por este lindo Blog, sucesso e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  3. Clarice marcou nossa Literatura com escritos bastante complexos, introspectivos, fortes. Por vezes, melancólica, por vezes mordaz. Lê-la é sempre prazeroso. Parabéns por tua seleção. Beijosss

    ResponderExcluir