terça-feira, 20 de novembro de 2012



Várias de mim

Quero partir, quero ficar
Quero meu tempo diluir
Para não mais
O espelho contemplar
Me perdi de mim
Quero na solidão
Meus vulcões serenar
Sou passional
Querendo ser razão
Sou sereia do mar
Sou terra, sou céu
Sou toda emoção
Sou júbilo, sou pranto
Sou previsível, sou espanto
Sou única e diversa
Em reflexão imersa
Sou mulher pássaro
Inquieto bicho preso
Sonho rasgado
Em tênue fio costurado
Sou amiga
Sou bandida
Produto inacabado da vida
Sou assim
Várias de mim

                                      * Úrsula A. Vairo Maia *

3 comentários:

  1. Realmente esse poema se trata de um ser um tanto quanto complexo.

    Prazer Amiga das BUs.

    Aproveitando para retribuir o carinho e a atenção. Já tô Seguindo você!!!!

    Ahhhh!!! quando puder visite e siga meu outro blog : http://minhasideiaseopiniao.blogspot.com.br/

    Bjuxxxx.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Ana!!!
    Também sou assim, várias em uma só. Poema maravilhoso...
    Amei seu blog.
    Aproveito para te fazer um convite da nossa amiga Siglea coordenadora das BU:
    SOU BLOGUEIRA UNIDA NÚMERO 2417 e VIM TRAZER O CONVITE PARA O "SAFARI VIRTUAL DAS BLOGUEIRAS UNIDAS".
    O SAFARI SERÁ EM NOSSO BLOG DE INTERAÇÃO, NOS DIAS 24/11 E 25/11. SERÁ MUITO DIVERTIDO E ESPERAMOS SUA PARTICIPAÇÃO!
    ABRAÇOS DE URSO!
    Espero nos vermos mais vezes...
    Tenha dias felizes...
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ana

    Amei seu blog! Fiquei super relaxada.Também adoro artesanato. Já estou te seguindo.
    Deixo o convite pra vc me visitar:http://artedebordar2012.blogspot.com.br/

    Bj.,
    Nilda Souza

    ResponderExcluir